Para os amantes da natureza 0 1459

O Caminhos do Mar é desafio, superação, força e prazer

Localizado no Parque Estadual da Serra do Mar, o circuito oferece atividades no trecho de Serra que compõem a Estrada Velha de Santos

Localizado no Parque Estadual da Serra do Mar, o circuito Caminhos do Mar oferece atividades de visitação pública, recreação, educação ambiental e ecoturismo no trecho de Serra que compõem a Estrada Velha de Santos. O local abriga um precioso patrimônio ambiental, caracterizado por Mata Atlântica de grande beleza cênica, além de um acervo histórico-cultural que marca períodos da história do desenvolvimento do Estado de São Paulo. Esse acervo é representado pela Calçada do Lorena (1792), primeiro caminho pavimentado com rochas ligando o planalto ao litoral e pelo conjunto de oito monumentos históricos construídos em 1922, em comemoração ao centenário da Independência do Brasil. Na década de 1970, os monumentos foram tombados pelo Condephaat – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo e graças a grande riqueza natural e histórica, a área foi declarada pela Unesco – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura como Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. Desde a sua abertura à visitação, em 2004, o Caminhos do Mar recebe um crescente público de visitantes, incluindo instituições públicas e privadas que buscam proporcionar aos seus colaboradores o acesso a esse vasto patrimônio ambiental e cultural.

MATA ATLÂNTICA
Criado em 1977 e ampliado em 2010, o Parque Estadual Serra do Mar – PESM – é a maior unidade de conservação de toda a Mata Atlântica. Seus 332 mil hectares protegem 25 municípios paulistas, conectando as florestas da Serra do Mar desde o Rio de Janeiro e Vale do Ribeira, até o litoral sul do estado.
Suas escarpas dominam a paisagem do litoral paulista, suas florestas abrigam e protegem centenas de espécies de aves e outros animais ameaçados, como felinos e primatas. Entre jequitibás, jatobás, uricuranas, canelas, cedros, manacás-da-serra, guanandis, guapuruvus e palmeiras juçara, abrigam-se a onça pintada, onça parda, muriqui, bugio, jaguatirica, anta, paca, guaxinim, lontra, tucano-de-bico-preto, araponga, jacu-açu e centenas de outras aves.
Com a finalidade de assegurar a proteção integral aos mananciais que abastecem parte da Região Metropolitana de São Paulo, Baixada Santista, Litoral Norte e Vale do Paraiba, o PESM contribui também para o equilíbrio climático e estabilidade das encostas.
Comunidades tradicionais de quilombolas, indígenas, caipiras e caiçaras são encontradas em diversos pontos de sua extensão.

BIODIVERSIDADE
Devido à sua enorme extensão, o PESM é gerenciado por meio de dez núcleos administrativos: Bertioga, Caraguatatuba, Cunha, Curucutu, Itariru, Itutinga Pilões, Padre Dória, Picinguaba, Santa Virgínia e São Sebastião. Cada núcleo possui suas características, formando um mosaico de paisagens, biodiversidade, interação social e preservação ambiental.
Inaugurado na época da construção da Rodovia Rio-Santos (BR 101), que abriu o litoral ao desenvolvimento do turismo, o Parque Estadual Serra do Mar é administrado pela Fundação Florestal, instituição vinculada à Secretaria de Estado do Meio Ambiente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As + Acessadas