Esporte para cães 0 714

Conheça um pouco mais sobre Agility, a prática desportiva que une cães e seus donos

Que o cão é o maior amigo do homem, disso ninguém duvida. Que é possível adestrar esse animal, quase tão inteligente quanto o homem, com sentimentos que o aproximam e muito da raça humana, também não se questiona. Mas que existe uma prática que permite a interação entre o cão e seu dono, e que aos poucos vai ganhando adeptos, soa ainda como novidade.

Trata-se do Agility, nome dado a uma atividade educativa e esportiva. É um estilo de competição aberta à participação de todos os cães, sem distinção de raça, não importando se o cão tem pedigree ou não, como explica o professor e adestrador especializado em Agility, Paulo Prado, da Epoca – Escola Paulista de Obediência Canina. “O cão que pratica essa modalidade interage mais com seu dono, criando assim um elo forte entre eles”.

Ele comenta que a procura por esse esporte ainda é muito pequena, uma vez que as pessoas conhecem melhor a parte de adestramento. “Na maioria dos casos, o cliente vem até a escola procurando pelo adestramento, mas quando toma conhecimento da existência dessa modalidade, seja através de amigos ou do criador de quem adquiriu o animal, logo se interessa”, comenta Paulo.

Maria Helena Abud é uma dessas pessoas. Entusiasta da modalidade, soube através de uma amiga que havia uma forma diferenciada de fazer adestramento de cães. Apesar de sua cadelinha e grande companheira, Sarita, não ser de uma raça considerada competitiva (é uma Bichon Frisè), Maria Helena resolveu participar com ela. “É por puro prazer. Assim conhecemos pessoas, e para o cachorro acaba sendo uma espécie de brincadeira levada a sério”. Sarita também é ‘voluntária’ em asilos de idosos, cumprindo um ritual semanal todos os domingos, durante uma hora e meia, quando faz uma verdadeira festa com os velhinhos do asilo com seu jeito todo dócil. 

Paulo Prado é professor e adestrador especializado em agility

O Agility como esporte

O Agility é um esporte praticado por duplas compostas de um cão e seu condutor. As regras iniciais foram baseadas no hipismo. A idéia básica é que os cães transponham diferentes obstáculos, dispostos em um percurso com vários níveis de dificuldade, visando a melhoria de sua agilidade e, por conseqüência, da saúde, o que melhora os níveis de obediência e de inteligência.

E como todo bom esporte, o Agility também tem seu universo de competições, é reconhecido mundialmente, sendo que os competidores podem participar de Matches e Campeonatos Oficiais com âmbitos Estadual, Nacional, Continental e Mundial.

Este ano, o Mundial de Agility foi disputado na cidade de Helsinki, na Finlândia, no final de setembro, e contou com a participação de mais de 30 países que levaram suas melhores duplas para o evento.

A prática ao Agility melhora os níveis de obediência e intelgência do animal

Paulo Prado e alguns de seus alunos também participaram. No total, foram 11 duplas: 3 cães minis (pequenos), 3 midis (médios) e 5 standards (grandes). A vitória veio em duas categorias das quais participaram: minis e standards.

Sobre o porquê de ser realizado em países europeus, Paulo explica que é por ser muito mais ‘fácil’ levar 20 cães do Brasil, da Argentina, do Uruguai, México e Colômbia, do que os cães da Europa virem para cá…afinal, são quase 250 vindos de lá.

Mas por aqui, lembra, existe o campeonato chamado Américas e Caribe, que também é anual, assim como a versão européia. Este ano foi realizado na Argentina, e em 2009 será aqui no Brasil, entre os dias 16 e 19 de abril.

Mais forte em São Paulo, o Agility tem sua versão paulista, e também é disputado em nível nacional. São campeonatos que chegam a reunir, quase sempre, 130 duplas, das quais 80 só de São Paulo.

Infelizmente, como lembra Paulo, a divulgação ainda é muito pequena, mas ele acredita que, a partir dos últimos resultados, o esporte vai ganhar muito mais adeptos.

Epoca – Escola Paulista de Obediência Canina
Av. Vereador Abel Ferreira, 1.080, Jardim Anália Franco, tel.: 2676-2366

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As + Acessadas