Quitutes do Arraial 0 804

Uma festa junina para ser autêntica precisa ter as maravilhosas comidas típicas que encantam só de olhar. É difícil resistir às delícias espalhadas pelas barraquinhas repletas de pratos com castanha-do-pará, caju, pinhão, coco, macaxeira e o tradicional milho verde, nativo das Américas há pelo menos 7 mil anos. Pamonha doce ou salgada, curau, cuscuz, pipoca, canjica e fubá: todas essas maravilhas são feitas com esse ingrediente saboroso e natural. O amendoim é outro item típico nessas festas, além da forma original, ele aparece na famosa paçoquinha e no pé-de-moleque. Já as bebidas acompanham o frio da época, sendo representadas pelo tradicional quentão, à base de pinga e gengibre, e pelo delicioso vinho quente. Confira abaixo duas receitas típicas dos arraiás da região, para você aprender a fazer ou saber onde encontrar essas delícias ímpares.

“O ARROZ-DOCE CREMOSO DO MARCELO”

Arroz-doce é um cozido ao leite típico português, popular no Brasil, preparado pela mistura de arroz, açúcar, ovos e creme de leite e aromatizado com canela. Em Portugal, essa sobremesa é obrigatória nos dias de festa e é daí que vem a expressão “arroz-de-festa”.

O chef Marcelo Barnabá, voluntário da Festa Junina do Nosso Lar, é o responsável pela Barraca Típica da festa que ocorre há 13 anos. As especialidades preparadas por ele na barraca são: o arroz-doce cremoso, a canjica e o doce de abóbora. A cada fim-de-semana, a Festa Junina do Nosso Lar vende cerca de 5 kg de arroz-doce, para mais de 3 mil pessoas.

Receita do Arroz-Doce Cremoso do Marcelo

Ingredientes: 1 litro de água; 1 xícara (chá) de arroz; 1 litro de leite integral; 1 lata de leite condensado; 10 pauzinhos de canela; açúcar a gosto e 2 colheres (sopa) de canela em pó.
Modo de preparo: Em uma panela, cozinhe o arroz lavado, sem deixar secar. Logo, ferva o leite e jogue-o sobre o arroz cozido. Ainda no fogo, acrescente o leite condensado e mexa até engrossar. Se desejar, coloque mais açúcar. Depois de pronto, coloque em uma travessa, decore com a canela em pau e em pó.

A Festa Junina do Nosso Lar ocorre até o dia 29 de junho, aos sábados e domingos a partir das 18 horas. A comemoração terá praça da alimentação coberta, mais de 15 barracas de comidas típicas e brincadeiras, além de sorteios de brindes.

“O CURAU DA OLINDA”

A chef Olinda Soares e o famoso curau da Festa Junina do Lar de Nice

O milho é um dos cereais mais utilizados no Brasil. Os pratos mais conhecidos preparados com milho são: o bolo de milho, o curau, a polenta, a pamonha, o cuscuz, a broa de milho, a canjica e a pipoca. O curau, espécie de pudim feito de creme de milho, é um dos pratos típicos do ciclo junino. De consistência cremosa, é preparado sempre com o milho verde ralado, um pouco de açúcar, leite de coco e normalmente é polvilhado com canela.

O arraial do Lar da Infância de Nice, entidade tradicional no Tatuapé, tem diversas barraquinhas com as delícias típicas da festa, além das brincadeiras. O famoso curau da chef Olinda Soares é uma das iguarias mais requisitadas nas Festas Juninas da casa.

Receita do Curau da Olinda

Ingredientes:
6 espigas de milho verde; 5 colheres (sopa) de açúcar; 50 g de queijo ralado; 1 litro de leite; 3 colheres (sopa) de canela em pó.
Modo de preparo:
Tire todo o milho do sabugo e bata no liquidificador com o leite. Peneire até tirar todo o suco, acrescente o açúcar e leve ao fogo até cozinhar. Logo, apague o fogo, acrescente o queijo ralado e mexa. Por fim, coloque a mistura em um refratário e polvilhe com a canela em pó.

A Festa Junina do Lar da Infância de Nice acontece dias 14, 15, 21 e 22 de junho, a partir das 18 horas. Pizza, pipoca, cachorro-quente, crepe suíço, refrigerantes, cervejas, vinho quente e quentão também farão parte do cardápio do evento que terá diversas barracas de brincadeiras para a criançada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As + Acessadas