Falar sobre sexo na escola é importante no combate a abusos 0 1557

A educação sexual, em âmbito escolar, é algo que causa controvérsia. Entre os motivos estão a propagação de notícias falsas ou descontextualizadas e a falta de esclarecimento das pessoas sobre o que realmente seja a educação sexual e sua importância na vida das crianças.
ABUSO SEXUAL DE MENORES
Para a mestre em Educação, Vanessa Queirós Alves, infelizmente o Brasil tem um alto índice de abuso sexual de menores. “Temos várias internações em hospitais devido a isso, e muitas vezes acabam resultando em morte”, aponta. Segundo Vanessa, são crianças e adolescentes que sofrem diariamente essa violência, dos seis meses aos 17 anos de idade.
ACESSO A INFORMAÇÕES
Dados do Disque Denúncia apontaram que, em mais de 70% dos casos, esses atos são praticados por familiares e em suas próprias casas. Diante desse cenário, viu-se crescer o número de denúncias.
Contudo, explica a especialista, a questão de denúncia exige certo conhecimento de direitos por parte da criança, nível de maturidade e acesso a informações.
PAPEL DA ESCOLA
Por isso, é completamente impossível negar o papel da escola enquanto instância importante e crucial para a educação sexual, principalmente no sentido de prevenção aos abusos. “Nesse intuito, é importante salientar que educação sexual não é incentivo à erotização e muito menos ensinar à criança sobre atos sexuais, como muita gente pensa”, explica Vanessa.
AUTOESTIMA E AUTOCUIDADO
Educação sexual diz respeito à orientação sobre as partes do corpo, sabendo nomeá-las, ensinando limites. Aliás, que ninguém pode tocá-las sem consentimento. Nenhuma criança deve ser forçada a fazer o que não queira. Por isso, a valorização do auxílio na questão da autoestima e do autocuidado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As + Acessadas