Projeto verão 0 2347

5 erros que podem prejudicar seu objetivo

Academias físicas ou plataformas on-line para a prática de exercícios costumam ter mais procura nos meses que antecedem o verão. No entanto, alguns profissionais alertam que o famoso “projeto verão” nem sempre dá o resultado esperado, principalmente porque não é possível construir o corpo dos sonhos em pouco tempo, e, mais do que isso, os riscos existem. É importante lembrar que o “corpo dos sonhos” só é alcançado com dedicação durante todo o ano, e não apenas em uma época específica.

“Praticar exercícios físicos traz inúmeros benefícios para a saúde, mas isso acontece a longo prazo. Não adianta começar a treinar, agora, em outubro, e achar que, em três meses, mudará o corpo completamente, isso é ilusão”, explica José Corbini, educador físico. “O ‘projeto verão’ pode ser alcançado no sentido de ter melhoras tanto estéticas como de saúde, mas isso depende muito do planejamento e acompanhamento elaborado por profissionais. Caso o aluno já treine, pode intensificar a disciplina dentro desse período, buscando colher melhores resultados, dependendo, claro, do objetivo”.

O mesmo acontece com a dieta alimentar. De acordo com a nutricionista Fulvia Zorzi, muita gente “adere à dieta procurando perder muito peso em um curto período de tempo, mas é importante deixar claro que, além disso não ser efetivo, pode prejudicar a saúde, causando até mesmo deficiência de determinados nutrientes”.
O projeto verão pode também ser o “pontapé inicial” para uma vida mais saudável, ou seja, uma inspiração para a pessoa que nunca fez dieta ou treinou começar a levar uma vida mais saudável.

Pensando nisso, os 2 profissionais listaram alguns erros que vão atrapalhar seu projeto verão. Confira.

EXERCÍCIOS EM EXCESSO
Muitas pessoas acabam treinando em excesso neste período do ano para obter resultados mais rápidos e compensar o “tempo perdido”. Mas isso pode trazer alguns prejuízos. “O corpo precisa de descanso e precisa se adaptar a cargas e novos estímulos. Ou seja, a pessoa pode se lesionar de várias formas, até mesmo com maior gravidade”, explica Corbini.
Vale lembrar que a pessoa que não está acostumada a fazer exercícios corre ainda mais riscos de se lesionar.

CORTE DE ALIMENTOS E DIETAS ‘MALUCAS’
Quando o verão se aproxima, algumas pessoas começam a restringir alimentos que consumiam normalmente, podendo causar problemas à saúde.
“Ter uma alimentação saudável é importante para que o corpo consiga suprir todas as necessidades e ter um funcionamento adequado. O consumo de determinados nutrientes é necessário para um bom funcionamento do organismo. Com isso, vale ressaltar que não é recomendado realizar dietas relâmpago nem sem um acompanhamento”.

REMÉDIOS E SUPLEMENTOS SEM SUPERVISÃO
Sabemos que o uso de suplementos é comum entre as pessoas que realizam atividades físicas, mas é fundamental o acompanhamento de um especialista.
“Quem prescreve o remédio é o médico e quem prescreve suplemento é nutricionista. O mercado está cheio de ofertas que prometem resultados milagrosos, mas só um profissional capacitado pode dizer quando é necessário”, afirma Fulvia.

MENOS CONDICIONAMENTO FÍSICO
Você já ouviu falar que a prática leva à perfeição? Existem algumas coisas que são conquistadas com muito treino – desde ler e escrever na infância até o condicionamento, que é muito importante para quem realiza atividades físicas.
“Quando não há uma rotina de exercícios, as pessoas tendem a não ter um bom condicionamento, e não será em poucos meses que o conquistarão”, explica o educador físico. “Por isso, é importante que o corpo esteja acostumado com essa rotina durante todo o ano, e não apenas em um curto período”.

AUTOCOBRANÇA EXAGERADA
Com o verão chegando, algumas pessoas sonham com o “corpo perfeito” e se cobram exageradamente, fazendo com que isso se torne uma pressão pela estética, de forma não saudável. “Em poucos meses, é muito difícil mudar totalmente o corpo e ter essa expectativa certamente causará frustração”, afirma Corbini.
Por isso, esses projetos a curto prazo são mais eficientes para quem já mantém uma rotina regrada, mas vale a pena para quem quer um incentivo para começar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As + Acessadas