Um respiro para a Mooca

Um respiro para a Mooca

Com a inauguração do Parque Sabesp, a Mooca ganha uma nova área de lazer e muito verde

COMPARTILHE

Parque Sabesp - Carol (31)Enquanto a mais antiga reivindicação dos mooquenses por uma área verde que faça jus ao tamanho e importância do bairro segue em compasso de espera, na antiga área antes ocupada pela Esso, o recém-inaugurado Parque Sabesp Mooca “Radialista Fiori Gigliotti” vem para suprir a falta de pequenos oásis de lazer e pausa para um respiro que o bairro da Mooca carece tanto.

Mas a notícia boa supera essa falta de verde e traz para os moradores uma área de 21 mil m2 em um dos pontos de referência mais conhecidos da região, a antiga torre da caixa d´água, reservatório e sede administrativa que está sendo transformado em Parque-Museu.

Ciclofaixa dentro da Subprefeitura Mooca
Ciclofaixa dentro da Subprefeitura Mooca

O parque cumpre também o objetivo traçado pelo órgão, que é o de conscientizar as pessoas sobre questões ambientais, neste caso, da importância do elemento água em nosso cotidiano e a necessidade de evitar o desperdício em tempos de estiagem como a que vem assolando São Paulo. Para isso, cada parque, depois de pronto, terá espaços dedicados ao aprendizado sobre Bio Tratamento de água e efluentes, consumo e desperdício, preservação e educação ambiental. Também contará com uma rota lúdica de ensino sobre o ciclo das águas, com informações sobre o caminho que esse importante recurso percorre desde as represas até a casa dos usuários.

“Abrem-se as cortinas…o show vai começar!”

Marcos Pazzini (à dir.), filho do radialista Fiori Giliotti
Marcos Pazzini (à dir.), filho do radialista Fiori Giliotti

E a homenagem ao filho adotivo não poderia ser mais que justa: batizado de Parque Sabesp Mooca “Radialista Fiori Gigliotti”, o local cultiva a memória de um dos maiores radialistas esportivos de todos os tempos, Fiori Gigliotti, que viveu no bairro da Mooca.

Um de seus filhos disse estar bastante emocionado com a homenagem: “ele ficaria muito orgulhoso de saber que dá nome a um lugar tão maravilhoso como esse, onde as pessoas vêm para descansar um pouco da vida agitada e podem conhecer quem ele foi. O Fiori, que foi morador da Mooca, vai ficar para todo o sempre incrustado no Cantinho da Saudade do Parque Fiori Gigliotti”, comenta, alegremente, Marcos Pazzini.

Fiori Gigliotti, narrador dos momentos mais emocionantes do futebol ao longo de mais de cinco décadas, morou na Mooca por 12 anos, logo após sua chegada a São Paulo, e os amigos mais próximos lembram bem da sua paixão pelo bairro que o acolheu e pela cidade. Seu apartamento ficava na própria Avenida Paes de Barros, próximo à esquina com a Rua Jumana, a cinco quadras do parque que agora leva seu nome.

Fiori nasceu em Barra Bonita, em 27 de setembro de 1928, e faleceu em São Paulo, no dia 8 de junho de 2006. Recebeu cerca de 200 títulos de cidadão honorário e participou da cobertura de 10 copas do mundo.

Deixou marcadas expressões famosas, que até hoje permanecem na memória dos amantes do futebol, como: “Abrem-se as cortinas e começa o espetáculo”, “E o tempo passa…”, “Tenta passar, mas não passa!”, “Aguenta coração!”, “Crepúsculo de jogo”, “Agora não adianta chorar”, “É fogo, torcida brasileira”, “Uma Beleeeeza de Gol!” e “Um beijo no seu coração”.

Vale a pena, por tudo isso, conhecer o pequeno memorial dedicado a ele no parque, que lembra passagens importantes de sua vida por meio de registros fotográficos e da sua voz, trazendo de volta o clima de tempos áureos do futebol brasileiro.

Sobre o Parque

Parque Sabesp - Carol (109) Parque Sabesp - Carol (62) Parque Sabesp - Carol (16)Com um investimento de R$ 10,5 milhões, a área da Torre da Caixa D’Água, que já faz parte do cenário e da história da Mooca, passa a ser um parque com área equivalente ao Parque Buenos Aires, em Higienópolis, com 206 novas árvores plantadas e cerca de três mil arbustos e trepadeiras, para os 75 mil moradores do bairro. O local foi pensado para atender ao público de todas as idades, com playground para as crianças e equipamentos de lazer, esporte e qualidade de vida para adultos e idosos. Depois de totalmente finalizado, o parque contará, ainda, com chafarizes e espelhos d’água, e praça de contemplação sobre o reservatório. Ao lado da entrada principal está instalado um ecoposto para a coleta seletiva de lixo reciclável.

O quesito patrimônio histórico não foi esquecido, com a restauração de instalações erguidas no início do século passado.

A administração do parque está a cargo da Sabesp e do Governo do Estado, e a exemplo de outros parques da cidade, já instalou seu conselho gestor composto por moradores que, junto ao poder público e com os frequentadores, irão cuidar do parque, de sua manutenção e melhorias. A primeira providência, com certeza, será preparar e divulgar, logo na entrada, as regras de bom uso e convivência local.

Para Fábio Lepique, presidente do Conselho do novo parque, faz questão de dizer que “essa é uma conquista de todos nós”. “Afinal, cada um deu sua contribuição para que a Mooca tivesse um pouco mais de verde e lazer”, comenta.

Região amplia opções de lazer

Parque Sabesp - Carol (129)Além dos diversos pontos de bicicletários instalados próximos a faculdades, estação do Metrô, Sesc e locais de grande movimentação, a Mooca já conta com um trecho de 1,1 km de Ciclovia, na Av. Vereador Abel Ferreira, desde o início de Setembro. O trajeto conecta a Av. Salim Farah Maluf à Av. Regente Feijó, atendendo estudantes e trabalhadores da região.

O novo percurso faz parte de um extenso projeto que pretende ampliar a malha cicloviária na região, ligando universidades e áreas de lazer como o Clube Escola Mooca, Clube Escola Tatuapé e Ceret.

Além disso, dentro da área da Subprefeitura Mooca já foi iniciada a pista da ciclovia de 3 quilômetros que irá permitir a ligação para os ciclistas que estão na Av. Radial Leste e desejam subir até a Rua Taquari. A pista é, também, a segunda etapa da ciclovia que vai chegar até a Abel Ferreira, cortando o bairro da Mooca e se dirigindo ao Tatuapé. Ao todo, serão implantados na região 17 trechos para ciclovias.

Segundo a Assessoria de Imprensa da Subprefeitura, já está em construção a pista de esportes radicais, em complemento ao que já é oferecido dentro da chamada “Distrital”, com quadras de tênis e vôlei, judô, piscina etc. A novidade acontece agora neste mês, quando será inaugurada a pista de bicicross. O complexo terá 14 rampas com alturas variadas chegando a dois metros, além de espaço plano para o atleta fazer o circuito e ganhar velocidade.

A viabilização da implantação da pista conta com parceria da Subprefeitura Mooca e do Centro Esportivo e Educacional da Mooca com empresa especializada no ramo de bicicletas.

Serviço: Parque Sabesp Mooca “Radialista Fiori Gigliotti”
Entrada: Av. Paes de Barros, 2.107, entre as ruas Sebastião Preto e Terenas; Funciona de segunda a domingo, das 6h às 18h (horário provisório)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO