Onde está a bondade no mundo?

Onde está a bondade no mundo?

Precisamos voltar a acessar o que realmente é sagrado dentro de nós

COMPARTILHE

shutterstock_153221729O reconhecimento da nossa bondade, de que estamos presentes em Deus e temos essa virtude dentro de nós ajudaria muito as pessoas a pararem de julgar a si e aos outros.

Quando reconhecemos essa bondade em nós, também a enxergamos nos outros e ficamos menos bravos. Por exemplo: quando vemos um bebê recém-nascido, vemos o símbolo de pureza e bondade. Um bebê não está contaminado como nós estamos. Mas aí crescemos e distorcemos nossa pureza, transformando-a em defesa, e deixamos de ser puros. Paramos de usar a bondade e passamos a usar o nosso julgamento. Tornamo-nos críticos, cheios de conceitos e passamos a monitorar os outros e a julgá-los com base na nossa visão de realidade.

Obviamente, muitas pessoas fazem coisas erradas, ou são inconscientes e nos machucam. Mas, de um modo ou de outro, as pessoas têm bondade no coração e, por isso, o desafio é não encerrá-las em suas ações e sim entendermos que as pessoas não são desse jeito, elas estão assim e, portanto, podem mudar.

Um dos maiores problemas da humanidade é que as pessoas se apegam a ideias e padrões como se aquilo que vivessem, por estar dentro da moral e do que é “politicamente correto”, viesse de seus corações. Mas não vem. São derivados de crenças adotadas para nos manter dentro de uma caixa blindada que nos faz parecer sérios e adequados para a vida. É como se rezássemos sempre sem fé; falássemos de pessoas, mas não nos importássemos com elas; ou como se estivéssemos casados com uma pessoa porque o padrão correto é o ‘até que a morte nos separe’, mas dentro do nosso coração não tem mais nenhum amor e paixão por ela.

O problema é que as pessoas tentam se segurar e se enrijecem por tanto tempo, que o mundo fica duro demais, como diz um grande mestre, “colapsam a pureza do mundo, ela se vai”.

Precisamos voltar a acessar o que realmente é sagrado dentro de nós, e quando isso acontece, conseguiremos enxergar bondade em nós e no mundo. Pratique mais a bondade que vem do seu coração. A cada dia!

Marilena Borges, Especialista em Psicologia Clínica e Consultora Organizacional.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO