O poder dos chás

O poder dos chás

Como diferentes tipos de chás podem ajudar na saúde e bem-estar

COMPARTILHE

Chá para acalmar, estimular o apetite, aliviar dores, emagrecer, dormir bem, eliminar toxinas e líquidos, e por aí vai. Se levarmos em conta a diversidade de plantas medicinais utilizadas pela humanidade e as suas diferentes aplicações, de fato, existe um chá para cada tratamento de saúde. Esses remédios naturais são manipulados a partir de plantas com alguma ação medicinal, então, o uso precisa ser consciente. Caso contrário, pode causar intoxicações, desde uma simples dor de cabeça até o comprometimento de órgãos vitais. Pessoas cardíacas, hipotensas, gestantes ou com história de quadros alérgicos devem ter ainda mais atenção.

shutterstock_202933807A manipulação da versão in natura, a partir das folhas vegetais é, certamente, a mais recomendada, uma vez que os sachês podem perder constituintes químicos ativos durante a produção. Já o uso de cápsulas possui os princípios químicos ativos mais concentrados e podem causar mais riscos à saúde.
Portanto, é importante lembrar que o consumo para solução de problema específico seja recomendado e orientado por um profissional habilitado, especializado na fitoterapia.

Os chás não são medicamentos e não devem substituí-los. “Em algumas circunstâncias, eles potencializam os resultados dos tratamentos convencionais. Mas, na verdade, são considerados como alimento, o que proíbe atribuir a eles propriedades terapêuticas medicamentosas. Assim, os rótulos não devem conter informações sobre prevenção ou cura “, explica  o farmacêutico bioquímico Décio Gomes de Oliveira, professor da área de saúde da Unoeste.

Abaixo, alguns dos chás que podem ajudar a saúde:

Hibisco (Hibiscus sabdariffa)

O chá é preparado com o cálice do botão seco da flor chamada Hibiscus Sabdariffa, que não é aquela espécie de hibisco normalmente encontrada nos jardins (Hibiscus ornamental). Portanto, é importante verificar no rótulo o nome correto.

Propriedades: Ação antioxidante, anti-inflamatória, digestiva, diurética e termogênica. Ajuda na manutenção da integridade das células e tecidos, além de melhorar o fluxo sanguíneo. Impede parte da absorção de carboidrato e gordura, colaborando com a perda de peso. Aumenta também o volume urinário, auxiliando o organismo a liberar as substâncias indesejáveis. Excelente para o tratamento de hipertensão e controle do colesterol.

Chá Verde (Banchá) (Camellia sinensi)

Feito com as folhas frescas do arbusto da Camellia sinensi. Outra versão é o chá preto. Neste caso, as folhas passam por um processo de fermentação. Tem sabor muito forte e amargo.

Propriedades: Ação antibacteriana, anti-inflamatória, digestiva, diurética e termogênica. Promove proteção às células, tecido e órgãos, retardando o envelhecimento. Ajuda no controle do colesterol ruim e previne doenças circulatórias e cardíacas. Está associado à perda de gordura abdominal e à aceleração do metabolismo. Pode prevenir diferentes tipos de câncer.

Gengibre (Zingiber officinale)

É uma planta usada como tempero, em doces, bebidas geladas, quentes ou chás. Atualmente também é usada pelo setor farmacêutico e de cosméticos. Da planta são retiradas as raízes. Tem sabor picante.

Propriedades: Presença de uma substância rara chamada gingerol, que acelera o metabolismo. Ação digestiva, analgésica, expectorante, anti-inflamatória, antisséptica, antibacteriana, desintoxicante e antioxidante. Ajuda nos casos de enjoos, vômito, gripes, tosse, congestão nasal, febres e dores de cabeça, coluna e garganta. Excelente para reduzir o inchaço e no pós-operatório. Alivia os sintomas de artrite, cólicas menstruais, gastrite e úlcera. Contraindicado para pessoas com cálculos biliares, hipertensão arterial ou problemas de coagulação. Mulheres grávidas e menores de sete anos devem evitar o consumo.

Dente de leão (Taraxacum officinale)

Apresenta os nomes populares: alface-de-cão, alface-de-coco, amargosa, amor-dos-homens, chicória-louca, chicória-silvestre, coroa-de-monge e dente-de-leão-dos-jardins.

Propriedades: Rico em vitaminas A e C, minerais, proteínas e pectina. Alto valor de cálcio, potássio, cobre, manganésio e ferro. Ação diurética e digestiva, contribuindo para o emagrecimento. Auxilia na eliminação das substâncias indesejáveis e no controle dos distúrbios do fígado, mantendo um fluxo bom da bílis. Estimula o apetite, melhora a saúde óssea, previne doenças de pele e reduz os radicais livres. Contribui com o tratamento da diabetes e de anemia. Não deve ser utilizado por pessoas portadoras de obstrução dos ductos biliares, com cálculos biliares, bem como gastrite. Pode causar queda da pressão arterial.

Hortelã (Mentha x piperita)

É uma planta herbácea rasteira. Possui folhas verdes, ovaladas, rugosas e aromáticas.

Propriedades: Fonte de vitaminas do complexo B. Tem ação digestiva. Combate as cólicas gastrointestinais e ajuda muito nas cólicas menstruais. Auxilia na desintoxicação de substâncias indesejáveis no fígado e na liberação de gases. Não deve ser utilizado por pessoas com cálculos e obstrução das vias biliares, doenças hepáticas severas e durante a amamentação. Vetado nos tratamentos com sinvastatina e felodopina.

Boldo do Chile (Peumus boldus)

Derivado da planta originária do Chile, o boldo é um arbusto frondoso de mais ou menos seis metros de altura e apresenta folhas aromáticas em abundância.

Propriedades: Aumenta o fluxo da bile pela vesícula biliar para auxiliar na digestão. Apresenta benefícios nos casos de dispepsia. Atua combatendo a intoxicação do fígado e melhorando problemas de estômago, cólicas, gases, azia, efeitos da bebida alcoólica e gastrite. Pessoas com obstrução das vias biliares, doenças no fígado e na gravidez não devem fazer uso do boldo nas suas diferentes formas de uso.

Alecrim (Rosmarinus officinalis)

Originário da região do Mediterrâneo, é uma das ervas mais completas em termos de benefícios à saúde. Também chamada de erva da alegria. Seus óleos essenciais favorecem a produção de neurotransmissores responsáveis pelo bem estar.

Propriedades: É um excelente fitoterápico, por conter substâncias bioativas. Tem ação anti-inflamatória, diurética e digestiva. Reduz os gases intestinais e as cólicas menstruais. Equilibra a pressão arterial e combate o estresse, além de ser excelente no tratamento de dores reumáticas e contusões. Não deve ser utilizado por pessoas com doença prostática, gastroenterites, dermatoses e com histórico de convulsão. Não utilizar em gestantes ou alérgicos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO