O curioso mundo da redonda

O curioso mundo da redonda

No mês em que se comemora o Dia da Pizza, levantamos algumas curiosidades sobre essa paixão mundial

COMPARTILHE

1A pizza de São Paulo

Exóticas – pizza de sushi, chesse-burger, alface, whey protein, feijoada, estrogonofe e couve-manteiga.
Mais pedidas – A pizza de mussarela é a líder de vendas, seguida da de calabresa, portuguesa, frango com catupiry e marguerita.
Massa – Massa fina é a preferência nacional, mas em São Paulo é preferível a massa média.
Calabresa – A receita tradicional paulista, geralmente, não leva queijo.
Pizzarias – Já são mais de 11 mil no Estado.
Consumo – 572 mil pizzas são devoradas todos os dias pelos paulistas.
Economia – O setor gera cerca de 116 mil empregos no estado de São Paulo.
Capital – É a segunda cidade que mais consome a massa redonda no mundo; a primeira é Nova York, nos Estados Unidos.

2Delivery

Entrega mais distante – Lucy Clough, da Domino´s Pizza de Feltham, em Londres, preparou uma pizza suprema vegetariana em 17/11/2004. O destino final foi Melbourne, na Austrália, dois dias depois. A pizza viajou um total de 16.950 quilômetros.
Local improvável – Em 2011, a Pizza Hut fez o serviço de delivery para a Estação Espacial Internacional.
Nada de moto – Nos Estados Unidos, algumas pizzarias estão entregando pizzas em drones. Já no Alasca, há um serviço de entrega de pizza por avião.

3Números

Quantos gramas de queijo, em média, por pizza de mussarela? São necessários de 250g a 400g de mussarela para fazer uma pizza.
Quantas azeitonas? Em média, são 10 azeitonas, mas São Paulo e Rio de Janeiro usam oito por pizza.
Tamanho médio da borda – 2,6 cm.
Pizzas doces – Entre 5 a 10% dos pedidos são das versões de brigadeiro, banana, entre outras versões da redonda para sobremesa.
Comilança – O recorde mundial de comer pizza é do romeno Cristian Dumitru. Durante uma semana, ele comeu o seu próprio peso em pizzas, equivalente a 90,7 kg.
Brasil – 1 milhão de pizzas são consumidas diariamente no País. No total, são mais de 36 mil pizzarias, que faturam cerca de R$ 22 bilhões ao ano.

4Mais Curiosidades

Dia da Pizza

No Brasil, é comemorado em 10 de Julho. A data foi instituída, em 1985, pelo então secretário de turismo, Caio Luís de Carvalho, por um concurso estadual que elegeria as 10 melhores receitas de mussarela e marguerita. Empolgado com o sucesso do evento, ele escolheu a data de seu encerramento, 10 de julho, como data oficial de comemoração. Em outros países, como nos Estados Unidos, é comemorado o mês de Outubro.

Primeira pizzaria do mundo

O surgimento da primeira pizzaria do mundo está documentado. Fundada em 1830, a Antica Pizzeria Port’Alba está localizada em Nápoles. Até hoje ela é ponto de encontro de artistas famosos.

Longe da realeza

Durante centenas de anos os nobres italianos não comiam pizza por ser um prato muito consumido pelos plebeus. Somente no final do século 19, com a ajuda do pizzaiolo Raffaele Esposito, ganhou o reconhecimento e prestígio que merecia.

A margherita

A pizza margherita foi criada em meados de 1889, por Raffaele Esposito, que é considerado o pai da pizza moderna. Ele foi encarregado de criar três versões originais de sabores de pizzas para a rainha Margherita de Sabóia e o rei Umberto I, que passavam uma temporada em Nápoles. Uma de suas criações levava mussarela, tomate e manjericão – lembrando as cores da bandeira da Itália – para homenagear as altezas reais. A invenção foi um sucesso!

Decreto

A União Europeia reconheceu Nápoles como o berço da pizza mais moderna em 2009, pondo fim a uma discussão que durava quatro séculos. É de Nápoles também a origem da pizza napolitana, que tem como ingredientes apenas tomates e mussarela de búfala.

Molho de tomate

A versão da pizza consumida nos dias atuais surgiu na Itália, por volta de 1520, quando o tomate se popularizou no continente europeu. Os napolitanos passaram a acrescentar molho de tomate e orégano na massa, que era dobrada ao meio e saboreada como se fosse um sanduíche. Quem tinha um pouco mais de dinheiro adicionava também queijo, pedaços de linguiça ou ovos.

Meia calabresa e meia mussarela

Dois sabores na mesma pizza é coisa de brasileiro. Muitos turistas europeus se surpreendem quando entram em uma pizzaria brasileira e descobrem que podem pedir mais de um sabor em uma mesma pizza. Há quem diga que, quando a pizza foi trazida para o Brasil pelos imigrantes italianos para o bairro do Brás, os tipos, que eram tradicionais no começo, aos poucos foram ganhando incrementos e se transformando em outros modos de cobrir a pizza.

Origem e significado do termo “Acabar em pizza”

A expressão surgiu com uma crise que aconteceu na década de 60 com o Palmeiras. Alguns dos cartolas do futebol da época se reuniram para discutir a situação do clube e ficaram 14 horas conversando. Após a reunião todos foram a uma pizzaria e pediram 18 pizzas. O episódio foi noticiado na Gazeta Esportiva dizendo que “A crise do Palmeiras havia acabado em pizza”, e desde então o termo pegou.

Pizza de Chiclete

Neste ano, na Expo Pizzaria Atacadão será lançada uma pizza de chiclete nos sabores menta e tutti-frutti. Ela é feita com massa de pizza comum, mas o recheio é composto por uma goma de sorvete que traz a real sensação de estar comendo uma pizza de chiclete. Sabores inusitados, como Pizza de Cachorro Quente, Pizza X- Burguer e Yakopizza (Pizza de Yakisoba) também fazem parte dos lançamentos.

Origem questionável

Diferentes versões sobre o surgimento da redonda são espalhados por aí. A maioria dos relatos garante que ela foi inventada, há mais de 6 mil anos, pelos egípcios. Eles foram os primeiros a misturar a farinha com a água, o que resultou em uma massa similar a da pizza.

Competição

Ao redor do mundo, existem campeonatos de várias modalidades que elegem a melhor pizza e até competições que analisam a elasticidade da massa. Realizado desde 1991, na Itália, o famoso World Championship Pizza elege os melhores pizzaiolos e padeiros do mundo. As pizzas são julgadas pela preparação, sabor e cozimento. Existe, inclusive, um hall da fama onde os melhores de diferentes categorias ganham destaque. Outra competição de destaque é a Olimpizza, que acontece na Itália e reúne profissionais de várias regiões do país e do mundo.

Preço salgado

Entre as pizzas mais caras do mundo está uma receita criada por Domenico Crolla para o dia dos namorados, no valor de US$ 2.745. Os ingredientes são molho de tomate bronzeado, salmão defumado escocês, medalhões de cervídeos (veado, javali), lagosta marinada em conhaque e caviar embebido em champanhe, além de ser salpicada com pó de ouro. Em Salerno, na Itália, outra versão caríssima é chamada de Louis XIII. Ela custa US$ 12.000 e leva 72 horas para o preparo da massa. Leva mussarela de búfala, sal marinho rosa da Austrália, três tipos de caviar importado, camarão tipo squilla mantis, sete tipos de queijo e lagosta da Noruega.

Pizza toda hora

Durante o século 19, a pizza era, na Itália, a base da alimentação das pessoas. Seu destino principal eram os italianos mais pobres, sendo o alimento mais utilizado com o objetivo de acabar com a fome do povo. Assim, era consumida com frequência desde o café da manhã até o jantar.

Fontes: Cedric Manzini, presidente da Associação Pizzarias Unidas; Carlos Ferreira, professor e chef de Cozinha do CST em Gastronomia da Unic, e Diego Barreto, chef e docente da área de Gastronomia do Senac Penha.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO