Nações reunidas

Nações reunidas

Festa do Imigrante vai reunir mais de 40 nacionalidades na Mooca

COMPARTILHE

A diversidade cultural de São Paulo – que conta com um mosaico de referências gastronômicas e artísticas do mundo todo –, tem um ponto de encontro tradicional na cidade: a Festa do Imigrante, que em 2015 ocorre nos dias 14, 20 e 21 de junho. Organizado há 20 anos pelo Museu da Imigração, o evento tem papel fundamental no resgate da história de mais de 2,5 milhões de pessoas que passaram pela antiga Hospedaria de Imigrantes do Brás desde final do século 19.

Festa do Imigrante - Creditos - Chris Ceneviva (3)Nos três dias de evento, mais de 40 nacionalidades estarão representadas em diversas atrações. Serão 41 expositores de alimentação, 29 de artesanato e 42 grupos de apresentação artística.

Além das barracas com comidas típicas e das apresentações folclóricas, a festa abre espaço para quem quer conhecer um pouco mais sobre a cultura de diferentes países. Nos três dias de evento haverá workshops de dança com cerca de 40 minutos para ensinar às pessoas noções básicas de diferentes ritmos como salsa, tchá-tchá-thcá, mambo e cassino, de Cuba; danças tradicionais de Cabo Verde; Danças Gregas; Polca Paraguaia; Bailinho da Ilha da Madeira, etc. São 30 vagas por workshop.

Ovos pintados, típicos da Lituânia
Ovos pintados, típicos da Lituânia

Para quem gosta de trabalhos manuais, a Festa do Imigrante é uma boa oportunidade para aprender um pouco mais sobre o artesanato típico de diversos países. As oficinas têm uma hora de duração e 30 vagas/cada. Entre as oficinas, há Marguciai (pintura em ovos), da Lituânia; Dobradura em tecido e origami, do Japão; chaveiro de mathrioska em Pachwork manual, da Rússia etc.

Gastronomia

Para levar mais informação sobre a comida típica de diversas localidades, a festa promove o evento “Temperos do Mundo”, com oficinas culinárias que apresentam receitas típicas oferecidas pelas comunidades de imigrantes e descendentes. Os participantes poderão conhecer mais sobre os seguintes pratos:

• Badjia (bolinho de feijão) – de Moçambique
• Chicken Tekka (frango assado) – da Índia
• Sofioli de mussarela com manjericão – da Itália
• Galushki (prato à base de batata, massinha, cebola e bacon) – da Rússia
• Bifana à moda do porto (sanduíche de carne de porco) – de Portugal
• Gaiado com semilha (peixe com batata) – da Ilha da Madeira
• Sopa de lentilhas com salsichas – da Alemanha
• Trufas de chocolate belga – da Bélgica
• Sichuan (lombo apimentado com broto de bambu e funghi tipo muer) – da China.

Show

Para a edição comemorativa de 20 anos do evento, o Museu da Imigração preparou algumas novidades. Além da ampliação do horário de funcionamento da bilheteria – das 10h às 17h – o cantor Jerry Adriani, que nasceu no bairro do Brás e completa 50 anos de carreira, fará um show com repertório de clássicos italianos e outros sucessos de sua trajetória. A apresentação acontecerá no dia 14, às 16h.

Passeio e crianças

Quem for prestigiar o evento também poderá aproveitar a oportunidade para fazer o passeio de Maria Fumaça, que terá saída de hora em hora nos dias da festa. O trem da década de 1950 percorre um trajeto de mil metros em cerca de 20 minutos, em um passeio cheio de charme e nostalgia.

As crianças também poderão participar da contação de histórias no espaço “Faz e conta” e conhecer mais sobre a origem do mundo a partir da ótica de diferentes culturas.

Serviço

20ª Festa do Imigrante
Quando: 14, 20 e 21 de junho de 2015
Horário: 10h às 17h (bilheteria)
Onde: Rua Visconde de Parnaíba, nº 1316 – Mooca –São Paulo
Preço: R$ 6
Informações: (11) 2692-1866
As inscrições para as oficinas e workshops devem ser feitas no dia do evento. Para consultar a programação completa acesse o site.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO