Mexa-se!

Mexa-se!

Escolha o exercício que mais combina com você e movimente-se!

COMPARTILHE

Não importa a época do ano ou a sua idade. Movimentar-se é uma das coisas mais importantes que qualquer pessoa pode fazer por si mesmo. “Mexer o esqueleto”, como dizem os mais antigos, é uma forma de melhorar e manter a saúde, diminuir o estresse e até mesmo ajudar no tratamento e prevenção de muitas doenças. Tamanha importância fez surgir uma vertente da medicina que trabalha com o exercício como remédio, ou seja, você não leva para casa uma receita de pílulas para comprar na farmácia, mas sim de exercícios para fazer.

A escolha de uma atividade física é sempre muito pessoal e, normalmente, o melhor é optar por algo que, acima de tudo, lhe dê prazer. Este ainda é o melhor caminho para não acontecer o tradicional ‘autoboicote’, quando arrumamos uma desculpa para deixar a atividade física em segundo plano.

Embora cada atividade tenha suas especificidades, no geral, todas elas trazem benefícios para a saúde, principalmente para a parte cardiovascular e muscular. Uma pessoa que se exercita regularmente, por exemplo, tem uma chance de chegar à Terceira Idade com muito mais saúde e em melhores condições físicas. Tanto que muitas academias já possuem diversos alunos de cabelos brancos em suas aulas.

Independente da sua escolha, é preciso, sempre, ter alguns cuidados:
– Procure a orientação de um profissional. Somente ele poderá indicar a frequência e a intensidade do treino.
– Faça um bom exame médico antes de começar qualquer prática física. Alguns problemas de saúde podem ser agravados se a atividade escolhida não for a correta.
– Nunca comece uma atividade de alta intensidade se você ainda não tem prática. O ideal é sempre começar um condicionamento físico leve e ir, gradualmente, aumentando a intensidade.

Agora, conheça alguns tipos de atividades e seus benefícios e faça sua escolha!

1Musculação

Uma das atividades mais conhecidas, pode ser feita com ou sem aparelhos e o principal benefício é a tonicidade muscular, muito importante para que as pessoas tenham mais eficiência nas atividades do dia a dia, como andar, correr, agachar, levantar etc. Como toda atividade física, ela também promove um gasto calórico e traz a importantíssima sensação de bem-estar. Muitas pessoas procuram a musculação apenas para ter um aumento de massa muscular com objetivos estéticos. Porém, para se atingir esse resultado é preciso aliar o treino a uma boa alimentação e ter uma genética favorável à hipertrofia. Hoje em dia, a musculação tem sido muito recomendada para pessoas da Terceira Idade, já que é um exercício que traz enormes benefícios, inclusive ajudando na fixação do cálcio, fundamental para evitar a osteoporose, que atinge principalmente as mulheres.

2Crossfit

O Crossfit é o treino feito em um circuito que reúne exercícios de alta intensidade e curta duração envolvendo força, resistência e potência. É feito usando o peso do próprio corpo, movimentos como correr, pular e agachar, além de alguns acessórios, como pesos. Surgiu a partir dos treinamentos militares e ganhou as academias. É muito procurado por quem quer emagrecer, justamente por causa da alta intensidade. É preciso ter uma boa orientação para praticar com segurança. A prática mal feita pode acarretar em sérias lesões e overtrainning.

3Corrida

Essa é a mais democrática das modalidades esportivas. É, na verdade, um movimento natural do ser humano, ou seja, qualquer pessoa saudável pode correr. Porém, a técnica pode ajudar a melhorar o desempenho. O ideal é começar caminhando e evoluir, gradativamente, para a corrida. O risco de lesões existe se a pessoa não for bem orientada, não usar o tênis correto e não der o intervalo certo entre os treinos. A superfície de treinamento também é importante. O asfalto, por não absorver o impacto, oferece um alto risco de lesão. Então, o ideal é intercalar o treino entre o asfalto e as pistas de corrida com pedriscos, mais adequadas.

4Natação

A natação é uma atividade com alto estímulo aeróbico e uma grande vantagem: não promove sobrecarga nos membros inferiores. Por isso, é muito indicada para pessoas que estão com sobrepeso e precisam emagrecer. Por outro lado, exige muito dos membros superiores e, não raro, há lesões de ombro. Então, o mais indicado é fazer um trabalho de fortalecimento da musculatura escapular. Quem tem osteoporose ou propensão à osteoporose, deve aliar a natação a algum outro exercício de impacto, que pode ser uma simples caminhada, já que o impacto é necessário para que haja a absorção de cálcio.

5Treinamento de Core

Nova tendência nas academias, trata-se de um trabalho para fortalecer e equilibrar as camadas musculares profundas localizadas próximo à coluna e que proporcionam suporte estrutural para o nosso corpo. Os exercícios ajudam a fortalecer a musculatura responsável pela estabilização do tronco e da pelve, permitindo que os membros superiores e inferiores se movam adequadamente. O treinamento de core é fundamental para que haja um equilíbrio entre as forças geradas pelos braços e pernas.

6Yoga

Considerada uma atividade psicofísica, ou seja, que usa o físico para trabalhar o aquietamento mental, a Yoga possui diversas vertentes. A mais difundida no ocidente é a Hatha Yoga, uma prática que usa as posturas, a respiração e a meditação para equilibrar o ser humano integralmente. Os benefícios são mais bem-estar, reeducação postural e melhoras em diversas capacidades físicas como flexibilidade, força e equilíbrio. Um dos preceitos da Yoga é que a pessoa deve trabalhar sempre de forma estável ou confortável, ou seja, respeitando todos os seus limites. Pessoas de qualquer idade podem praticar Yoga, porém é preciso, sempre, respeitar limitações e problemas de saúde que podem ser impeditivos para a execução de determinadas posições. Há algumas vertentes dentro da Hatha Yoga que são mais intensas e, portanto, recomendadas para quem já tem alguma experiência. A vertente clássica é mais adaptável e, por isso, pode ser feita por qualquer pessoa, inclusive idosos e portadores de deficiência.

7Pilates

O Pilates é um método de condicionamento físico criado pelo alemão Joseph Pilates, baseado nos princípios de concentração, controle, centro, fluidez, precisão e respiração. Os movimentos do Pilates são feitos no solo e em equipamentos específicos, criados exclusivamente para o método. Eles trabalham o corpo integralmente, melhorando coordenação, equilíbrio, consciência corporal, fortalecimento e tônus muscular e postura corporal. Qualquer pessoa pode praticar, desde que respeite seus limites e, no caso de problemas prévios de saúde, as indicações médicas. Normalmente é praticado duas vezes na semana e pode ser complementado com exercícios aeróbicos, como caminhadas, corrida ou bicicleta.

8Danças

Essa é, talvez, a mais lúdica das atividades físicas. Tem o benefício do gasto calórico e do trabalho cardiovascular, já que colabora com o aumento da frequência cardíaca, além de um componente afetivo e emocional. Aulas de dança normalmente acontecem em grupo e proporcionam momentos de descontração e prazer. Há, claro, uma infinidade de modalidades e cada uma delas tem suas especificidades. O importante, primeiro, é escolher uma modalidade que você goste. Também é importante ver a intensidade da aula que se pretende fazer, já que algumas são de alto impacto. Neste caso, é preciso ter cuidado com articulações, já que as chances de lesão aumentam.

9Alongamento

Esse tipo de exercício pode, e deve, ser feito por qualquer pessoa. Tem o objetivo de descontrair a musculatura e melhorar a flexibilidade. Além de ser gostoso e relaxante, o alongamento é essencial para facilitar os movimentos corporais, ou seja, quem se alonga tende a se movimentar melhor, mais corretamente e até mesmo sofrer menos lesões durante a execução de tarefas do dia a dia. Ele também é essencial antes de se começar qualquer atividade física, justamente para prevenir lesões. Com o tempo, é natural o ser humano perder a capacidade de alongamento, e por isso a prática regular dessa atividade traz benefícios na Terceira Idade. Sentir dor durante o alongamento é normal, desde que essa dor fique no limite de um “leve desconforto” e diminua progressivamente.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO