Hora de cumprir as promessas

Hora de cumprir as promessas

COMPARTILHE

shutterstock_220244752

Entre o Natal e a virada do ano, o esporte que mais atrai as pessoas é o “prometer a si mesmo que irá mudar”. Esta é a época em que cada um diz a si mesmo que vai estudar mais, emagrecer, buscar um novo emprego…

É claro que algumas dessas pessoas realmente conseguem atingir as metas, mas o fato concreto é que a maioria daqueles que se impõem mudanças acaba vendo seus sonhos escorrerem pelo ralo logo no dia seguinte ao Réveillon. E o que fica sem resposta é “por que eu não consigo realizar aquilo a que me propus?”

Diante dessa dúvida, boa parte das pessoas passa a alimentar a sua já baixa autoestima e colocam nas costas um novo fardo de culpa que as fará, invariavelmente, passar por uma depressão. O que essas pessoas não sabem, é que muitos de seus comportamentos estão condicionados pelas neuroses provenientes de traumas e recalques da infância.

Àqueles que prometem a si mesmos emagrecer, por exemplo, fica a dica de que eles têm uma compulsão alimentar que nada mais é do que uma neurose gerada nos primeiros meses de vida, quando queriam ter sua fome e sua necessidade de afeto saciada. Como vocês ainda não elaboraram este trauma infantil, será muito difícil emagrecer e se manter longe dessa compulsão.

Aos que querem melhorar de vida, conseguir um novo emprego, alcançar o sucesso, fica outra pergunta: “por que vocês se sabotam tanto?” A resposta também está na infância, em desejos recalcados e traumas que fazem com que nos sintamos culpados por conseguir algo além daquilo que nosso inconsciente acha que merecemos.

Aos desavisados, sei que isso parece conversa de especialista em terapia breve, ou indicação de algum tratamento à base de hipnose. Mas fique certo, não é disso que estou falando. O que eu quero deixar claro para todos é que o que vivenciamos em nossa infância, aquilo que carregamos em nosso inconsciente e que se manifesta em nosso comportamento adulto através de neuroses – angústia, ansiedade, obsessão, compulsão e fobia – é o que nos impede de alcançar nossos objetivos e metas.

Portanto, este ano, se você quiser fazer uma promessa mais produtiva, convença-se a procurar um psicanalista e comece um processo terapêutico para vasculhar seu inconsciente em busca dos motivos que o fazem ser quem você é e as causas de seu sofrimento. Depois de algum tempo você perceberá que não precisa sequer fazer promessas para alcançar aquilo que realmente deseja.

Arthur Mendes é psicanalista integrativo, fundador do Instituto D’Alma, em São Paulo, e professor de Psicanálise Freudiana, tanto em cursos de formação de psicanalistas quanto de aprofundamento teórico e prático.

COMPARTILHE
Artigo anteriorAutossabotagem
Próximo artigoÉ verão!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO