É verão!

É verão!

Chegou a hora de praia, sorvete, piscina, sol, mar, amigos, férias. O verão é aquele momento em que todo mundo sai de casa e fica um pouco mais leve. Por isso, preparamos algumas matérias especiais com dicas de moda, beleza e esporte para te ajudar a passar pelo verão com o astral lá em cima e muito bem-estar.

COMPARTILHE

shutterstock_162820382Verão é sinônimo de cor vibrante, tecidos leves e corpo à mostra. Mas neste verão 2015 não são apenas as cores vivas que estão em alta. As cores fortes como o pink, o amarelo e o azul celeste dividem espaço com os tons doces – conhecidos como candy colors, yummy colors e tons pastel – que também farão parte da temporada, assim como os acabamentos metalizados e holográficos.

Nas peças de roupas, o forte são os tecidos naturais e fluídos, com listras e acabamentos vazados. Segundo a jornalista de moda e autora do blog Virou Tendência, Mainá Belli, entre as peças que não podem faltar em um bom guarda-roupa estão os macacões, macaquinhos, jardineiras e as salopetes. “Estas peças, já tão desejadas há algumas estações, vêm com força total nesta temporada, sejam elas estampadas, lisas, em tecidos fluidos ou em jeans” revela.

Chris Francini, consultora de imagem e idealizadora do blog Look do Dia, também aponta algumas peças essenciais para esta estação. “A saia midi estampada, que é um coringa tanto para um evento casual, quanto uma noite com as amigas. Para alongar a silhueta, aposte no salto – espadrilhas são minhas preferidas. Outra peça para investir é o macacão de modelagem soltinha: um look de uma peça só, porém com um efeito incrível”, sugere a especialista, que cita ainda a calça cropped, aquela que para na altura da canela e tem a modelagem mais ampla, como grande tendência desta estação.

Anote aí as peças chaves sugeridas pelas especialistas em moda:

MONTAGModa praia também inspira tendência

MONTAG2A moda praia está em um clima mais vintage neste verão, com hot pants no lugar das tangas e bustiês na parte de cima, além de maiôs com recortes estratégicos. Mas, para a jornalista de moda Mainá Belli, a brasileira não abandona o bom e clássico biquíni cortininha que tanto valoriza seu corpo curvilíneo.

“Em relação às saídas de praia, acredito que o estilo boho continuará com tudo: franjas, crochês e tricôs, estampados étnicos e peças fluidas”, opina.

Já a consultora de imagem Chris Francini acredita que uma boa saída de praia/piscina é que fará toda a diferença no look. “Escolha um kaftan de estampa em cores quentes – ele funciona muito bem para curtir um almoço pós-praia, por exemplo. O chapéu também é um aliado elegante e funcional”, propõe.

Maquiagens acompanham as tendências

E se no mundo da moda as cores quentes se misturam aos tons pastéis, no mundo da beleza não poderia ser diferente. “O mundo da moda sempre acaba trocando figurinha com a indústria da beleza quando o quesito é “cor”, portanto maquiagens, esmaltes, sapatos e bolsas entrarão na mesma onda de cores vibrantes x cores doces x metalizados”, garante a blogueira Mainá Belli.

Segundo as especialistas de moda, há uma tendência – tanto nas linhas de maquiagem quanto nas de esmaltes – por uma beleza mais natural. “A maquiagem mais apagada, aquela com ar de saúde, está com tudo, porém as cores estão liberadas. Basta respeitar o gosto pessoal, a ocasião certa e investir”, afirma Chris Ferancine.

Por isso, esmaltes em tons de nude e a grande onda dos BB e CC Cream’s estão fazendo tanto sucesso entre a mulherada. Os acabamentos matte para batons também são apostas da indústria da beleza.

Bolsas

Eterna companheira da mulherada, as bolsas são funcionais e complementam o look, seja na praia ou piscina, durante o dia ou à noite. Nas bolsas femininas não podem faltar protetor solar, um lip balm e uma garrafinha de água para ficar protegida e hidratada mesmo nas altas temperaturas. As novidades deste verão são as bolsas sacos, bolsas mochila, clutches e bolsas quadradas e estruturadas.

Para arrasar o verão inteiro

Carboxiterapia, radiofrequência, ultrassom microfocado, infiltração local, laser, peeling. O que não falta no mercado da beleza são tratamentos que prometem acabar com as rugas, flacidez, estrias, celulites e gorduras localizadas, eternas inimigas das mulheres.

Mas, qual tratamento indicado para cada tipo de problema? Quais os resultados reais e possíveis de serem alcançados para ficar com tudo em cima e arrasar no verão?

O médico estético Nelson Rosas, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, explica um pouco sobre cada tipo de tratamento disponível nas melhores clínicas do País.

Segundo o especialista, é no verão que a procura por melhora do contorno corporal se torna crescente. Cirurgiões plásticos realizam maior número de lipoaspirações, enquanto médicos estéticos aumentam o número de procedimentos não invasivos para o tratamento da celulite e para a redução de gordura localizada, porém, é muito importante que as pessoas coloquem a atividade física como pilar principal para que outros procedimentos estéticos tenham melhor resultado. “Atividade física queima calorias, modifica positivamente o metabolismo, melhora o tônus muscular”, orienta.

Confira as dicas de Nelson Rosas para alcançar melhores resultados nos tratamentos estéticos.

Celulite

No caso da celulite, a dica é associar tratamentos para obter melhores resultados. Para a celulite grau 1 e grau 2, onde predomina o edema com leve irregularidade do contorno da pele, pode-se associar os seguintes tratamentos:

shutterstock_97135196Drenagem linfática manual ou mecânica: auxilia na redução do edema local. Sessão semanal.

Carboxiterapia: acelera o metabolismo local, provocando uma grande oxigenação tecidual, favorecendo as trocas gasosas, além de promover vasodilatação com melhora da nutrição dos tecidos e da drenagem do edema local. Estimula também a produção de colágeno pelos fibroblastos, que são células localizadas na derme. Pode ser semanal.

Radiofrequência: Esta tecnologia acelera o metabolismo, diminui o tamanho da célula gordurosa, acelera a reabsorção dos edemas, estimula a produção de colágeno. Em geral, sessões quinzenais.

Dieta equilibrada, atividade física frequente e vestimentas adequadas: são hábitos que são determinantes para o sucesso do tratamento.

Para a celulite grau 3 e grau 4, onde além do edema, a região já apresenta áreas de fibrose dos tecidos, havendo maior irregularidade do contorno da pele, e com presença de áreas de retração, que são aqueles famosos furinhos da celulite. Neste caso o panorama já não é tão favorável, e além dos tratamentos citados anteriormente, podemos ter que lançar mão de técnicas como:

Subcisão: que é o descolamento com instrumental apropriado, das áreas de maior fibrose, com o objetivo de reduzir a profundidade dos “furinhos” maiores.

Ultrassom de cavitação: tecnologia que destrói a célula de gordura, para reduzir as áreas de gordura localizada que comumente estão associadas à celulite. Sessões quinzenais.

Estrias

Segundo Rosas, ainda não é possível falar em cura das estrias. O que pode-se fazer é disfarçá-las, às vezes a ponto de deixá-las quase imperceptíveis. E o melhor para conseguir isto é realizar tratamentos associados. Os principais tratamentos são:

Peelings: que vão provocar uma esfoliação local cujo objetivo é diminuir o relevo e a largura da estria. Alguns peelings são também estimuladores de produção local de colágeno, o que é muito favorável. Estes podem ser quinzenais ou mensais.

Infiltração local: consiste na injeção local de substâncias tróficas, que estimulam a produção de colágeno, elastina e promovem a hidratação da derme, reduzindo a largura e o relevo da estria. Esta pode ser semanal ou quinzenal.

Laser e luz pulsada: são tecnologias que podem diminuir a coloração avermelhada das estrias recentes, e reduzir o relevo e a largura das mesmas. São realizados em sessões mensais.

Uso diário de retinóides e hidratantes tópicos: é fundamental associar o uso destas substâncias em domicílio para potencializarmos os resultados obtidos.

Gordura localizada

Dieta equilibrada, atividade física e vestimentas adequadas são hábitos determinantes para o sucesso do tratamento contra a gordura localizada, que pode ser combatida também com:

Drenagem linfática: auxilia na redução das medidas da área. Deve ser semanal.

Radiofrequência: esta tecnologia acelera o metabolismo, diminui o tamanho da célula gordurosa, acelera a reabsorção dos edemas, estimula a produção de colágeno. Em geral sessões quinzenais.

Carboxiterapia: acelera o metabolismo local, provocando uma grande oxigenação tecidual, favorecendo as trocas gasosas, além de promover vasodilatação com melhora da nutrição dos tecidos e da drenagem do edema local. Estes fatores acabam por reduzir o tamanho da célula de gordura, reduzindo as medidas da região tratada. Pode ser realizada de forma semanal.

Ultrassom de cavitação: é o tratamento mais impactante para redução de medidas, porém, devemos atentar que não são todos os ultrassons estéticos que alcançam este objetivo. São apenas aqueles que trabalham em frequências entre 27 e 50 khz e dependem do bom manejo do profissional. São sessões quinzenais, que quando bem feitas podem reduzir por sessão, de 1 a 2 cm nas medidas locais.

Riscos causados à pele no verão

Foto_pg06Queimaduras: a exposição solar sem proteção e nos horários de maior incidência de radiação ultravioleta (após as 10h e antes das 16h) pode causar queimaduras solares, que se manifestam desde regiões avermelhadas e dolorosas até áreas com bolhas. Isso ocorre, pois quando nos expomos excessivamente ao sol, ele destrói algumas células da pele e estimula a liberação de substâncias inflamatórias, que causarão o vermelhão e bolhas, além de mal estar e dor.

Manchas: como medida protetora contra a radiação ultravioleta, nossas células da pele aumentam a produção de melanina com a finalidade de proteger o núcleo da célula (que contém seu DNA) da destruição e mutação. Com a exposição repetida e prolongada, muitos desses pigmentos permanecem na pele, deixando-a manchada.

Micoses: algumas regiões do corpo ficam úmidas (pelo suor) e quentes (pelo calor do ambiente) e facilitam a proliferação de fungos. Um exemplo são as chamadas frieiras ou pé-de-atleta.

Herpes: o sol pode levar a redução das defesas do organismo, levando ao surgimento do herpes, em especial do herpes labial.

Câncer de pele: após diversas exposições solares desprotegidas, algumas pessoas podem sofrer mutação do DNA da célula, o que desencadeará a formação do câncer de pele.

Verrugas: no verão, compartilhamos vestiários e piscinas, ambientes propícios à disseminação de verrugas, altamente contagiosas por serem virais. Sua forma mais conhecida é o “olho-de-peixe”.

Adeus manchas!

É possível prevenir e evitar o aparecimento de manchas na pele, mas, para isso, a dermatologista Flavia Ravelli afirma: a única forma de prevenção das manchas é o uso correto e diário do protetor solar. “O protetor deve apresentar fator de proteção solar mínimo de 30, ser reaplicado a cada 2 horas ou antes se houver transpiração excessiva ou se a área for molhada. A quantidade por aplicação também deve ser respeitada. Por exemplo, devemos aplicar o equivalente a 1 colher de chá por aplicação na face”, explica.

Mas, e para quem já apresenta manchas na pele, é possível acabar ou pelo menos reduzir estas manchas?

Segundo Flavia, existem muitas estratégias para tratar as manchas. “Podemos utilizar cremes contendo substâncias clareadoras, como o ácido retinóico, ácido glicólico, arbutin, ácido kójico, vitamina C e outros. Peelings e lasers, como a Luz Intensa Pulsada ou Laser Fracionados, também tratam estas manchas”.

A escolha do tratamento dependerá do tipo de mancha e do tipo de pele de cada pessoa e a recomendação é sempre procurar um dermatologista para avaliar a pele antes de iniciar qualquer tipo de tratamento.

Que tal botar o esqueleto para se mexer?

Veja quantas calorias são queimadas durante uma hora de: Corrida – 900 calorias, Bicicleta – 840 calorias, Tênis – 800 calorias, Futebol – 780 calorias, Aula de boxe – 660 calorias, Natação – 540 calorias
Quantas calorias são queimadas durante uma hora de: Corrida – 900 calorias, Bicicleta – 840 calorias, Tênis – 800 calorias, Futebol – 780 calorias, Aula de boxe – 660 calorias, Natação – 540 calorias

Sol, céu azul, vento e temperaturas elevadas. O verão desperta em quase todas as pessoas uma vontade ímpar de praticar atividades físicas ao ar livre, e nem mesmo os mais sedentários resistem ao apelo para a prática de exercícios físicos.

Malhar faz bem para o corpo e para a alma e por isso nunca é tarde para começar. Se você é destes que durante todo o ano passa longe da academia, mas decidiu que está na hora de mover o esqueleto, então fique ligado nas dicas de especialistas em atividades físicas.

De acordo com a educadora física Clóe Celentano, começar com uma caminhada próximo de casa, estacionar um pouco mais longe do trabalho e trocar o elevador pelas escadas são ótimas formas de iniciar as atividades físicas.

Dica 1 – Faça uma avaliação médica
Antes de iniciar qualquer tipo de atividade, consulte um cardiologista para conferir como anda seu coração. É importante também fazer um hemograma para ver como anda a saúde em geral.

Dica 2 – Alongue-se
Pernas, braços, mãos, pescoço. Todo seu corpo precisa ser alongado antes de iniciar uma atividade física. É o alongamento que torna a prática de exercícios mais segura e eficiente, por reduzir o risco de lesões e cãibras.

Dica 3 – Escolha o exercício
Para que a atividade física comece no verão, mas permaneça durante todo o ano, é necessário escolher uma atividade que lhe dê prazer. Não adianta decidir correr porque está na moda se você não gosta. Avalie seu estilo de vida e qual sua aptidão: exercícios aeróbicos, musculação, caminhada, corrida, bicicleta. São muitas as opções.

Dica 4 – Horário certo
Os exercícios ao ar livre são mais indicados no início da manhã, até às 10 horas, e após às 16 horas. Assim, evita-se doenças recorrentes da exposição excessiva ao sol e o envelhecimento precoce.

Dica 5 – Pratique regularmente
É muito comum iniciar uma atividade e desistir semanas após o início. Tenha em mente que seu corpo precisa se exercitar, então mantenha a regularidade, pois sem ela é difícil conquistar condicionamento físico. O ideal é se exercitar pelo menos três vezes por semana, por pelo menos 30 minutos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO