Cidade para relaxar

Cidade para relaxar

No Sul de Minas Gerais, Gonçalves é um bom destino para quem quer sentir o tempo passar com mais delicadeza

COMPARTILHE
Paisagem montanhosa dá o tom da cidade de Gonçalves
Paisagem montanhosa dá o tom da cidade de Gonçalves

Gonçalves é uma “cidade aconchego”. Tudo por lá parece ficar mais gostoso. É um destino muito procurado no inverno por causa do clima de serra, mas recebe bem seus turistas em qualquer época do ano. Afinal, beleza, tranquilidade e comida boa nunca têm baixa temporada!

A cidade no sul de Minas Gerais tem pouco mais de quatro mil habitantes e a maioria vive na Zona Rural. Apesar do tamanho diminuto, é um município que vibra com o turismo. Mas não é uma vibração no estilo Campos do Jordão (SP), com gente se acotovelando no meio da rua. É uma vibração de pessoas que partem em busca das boas energias de um lugar tranquilo, com boa comida, boa bebida, bons passeios e tempo. É isso: Gonçalves é um bom lugar para quem está em busca de tempo: para ler, descansar, conversar, comer, se divertir, meditar, relaxar, contemplar. Se o que você gosta é agitação no nível máximo, esse, definitivamente, não é o lugar.

Loja de artesanato e decoração no centro da cidade
Loja de artesanato e decoração no centro da cidade
DSC00189
Bruce é um Golden Retriver da Pousada Villa Catarina que ajuda os turistas a chegar até a cachoeira

No pequeno centro da cidade está a igreja, a praça, o Bar do Marcelo (onde há uma adega com cachaças mil), a Padaria São Francisco (que tem o porão decorado com objetos antigos e alguns artigos religiosos) e as poucas lojinhas da cidade. Algumas vendem artesanato feito no local, como flores de pano ou palha de milho, outras vendem produtos de design para quem gosta de algo diferente. Tem ainda os móveis rústicos da loja Pau Véio e as cerâmicas delicadas da artista Cynthia Gavião, do Atelier Papegilla.

Mas as compras não são o foco principal da viagem. Gonçalves é um lugar tão bonito que vale a pena caminhar por suas estradas de terra para, simplesmente, relaxar, pensar, meditar. E você não estará sozinho. O caminhar é o meio de transporte de muitas pessoas por lá, embora haja muitos carros levantando poeira pelo caminho. Caminhando você com certeza vai avistar belas casas e pousadas e ainda pode chegar aos bairros mais afastados do centro.

A natureza é o principal atrativo dessa cidade. Algumas cachoeiras, como a do Simão, são bem fáceis de serem acessadas. Você pode chegar andando sem precisar passar por caminhos tortuosos. Outras têm trilha demarcada e de fácil acesso, podendo ser feitas por crianças e até idosos (claro que sempre acompanhados por outras pessoas). E preste atenção no que os cachorros pelos caminhos te dizem. Muitos são de pousadas e sabem chegar até as cachoeiras melhor do que ninguém. São ótimos guias!

O alambique Três Barras produz cachaça artesanal desde 1952
O alambique Três Barras produz cachaça artesanal desde 1952
Flores feitas com a palha do milho fazem parte do artesanato local
Flores feitas com a palha do milho fazem parte do artesanato local

As pedras e mirantes também são passeios imperdíveis. É gostoso chegar lá em cima e ficar admirando aquele verde sem fim… A Pedra de São Domingos é uma boa escolha e grande parte do caminho (que é bem íngreme) pode ser feito de carro. A vista é deslumbrante e, em dias ensolarados é possível avistar várias cidades do sul de Minas Gerais.

A Pedra do Forno, com 1970 metros de altitude encontra-se no Bairro Terra Fria. Seu acesso começa na base de um restaurante onde são fornecidas informações ao turista sobre a trilha. A caminhada dura em média uma hora, em meio a uma bela paisagem. Já quase no topo, a trilha termina em degraus de ferro presos à pedra.

Há algumas trilhas que só podem ser feitas com veículos 4X4. Por isso é melhor se informar antes. Para quem gosta de esportes de aventura, algumas agências oferecem esse tipo de atividade. É só parar e bater um papo com o pessoal!

A Forneria: boa opção para comer petiscos e hambúrguer no centro da cidade
A Forneria: boa opção para comer petiscos e hambúrguer no centro da cidade

Na hora de comer, prepare o estômago e leve uma roupa um número maior, para o caso das outras deixarem de servir. Se você quer uma comida caseira de alta qualidade, sem frescura e com muito sabor, a parada tem que ser o Restaurante do Chiquinho. É um restaurante simples, daqueles em que se pode comer todos os dias sem enjoar. O PF é reforçado e, se você der sorte de comer no dia em que tem polenta recheada com queijo, vai querer voltar milhares de vezes. No centro da cidade, nas pousadas e no entorno há diversas opções de restaurantes mais refinados como Flor de Cerejeira, Le Gourmet Bistrô e Nó de Pinho. No centro tem também pizzaria e o restaurante A Forneria, uma opção boa, barata e charmosa, principalmente se você chegar à cidade à noite, quando muitos lugares já estão fechados. Este fica aberto até um pouco mais tarde. Para quem não abre mão de ficar na rua até de madrugada, o Porto do Céu é o lugar. Boa música, boa comida e animação até altas horas.

As cerâmicas delicadas da artista Cynthia Gavião
As cerâmicas delicadas da artista Cynthia Gavião

Na hora do café, suba as escadas convidativas e faça uma parada na Santa Villa para experimentar as delícias da Chocolótus, como bolos, docinhos e coisinhas gostosas em um ambiente aconchegante e relaxante.

E não saia de Gonçalves sem alguns potes de geleias da Senhora das Especiarias, uma fábrica de geleias local que oferece dezenas de sabores deliciosos (e você pode provar todos por lá mesmo, em uma grande mesa de degustação, antes de fazer sua compra).

Quando já estiver com as malas no carro, pare na Quitanda do Venâncio e compre um queijo fresco. Você não vai se arrepender!

Como chegar

São Paulo – Gonçalves
Fernão Dias -182 km
Siga pela Fernão Dias e entre em Cambuí. Siga por 5 km até Córrego do Bom Jesus e por mais 22 km de estrada de terra com subidas íngremes até Gonçalves.

São Paulo – Gonçalves
Carvalho Pinto – 240 km
Saindo de São Paulo pela Ayrton Senna, siga sentido Campos do Jordão. No meio da Serra (Rodovia Floriano Pinheiro), saia sentido Sul de Minas. Você passará por Santo Antônio do Pinhal e São Bento do Sapucaí. A próxima cidade será Gonçalves. Da estrada estadual até o centro de Gonçalves serão 13 km (asfalto).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO