Dicas para usar plantas dentro de casa 0 682

Paisagistas, arquitetos, decoradores e designers de interiores mostram como plantas e flores podem ser utilizadas nos diversos ambientes dentro de casa

Para inspirar o público na utilização de plantas ornamentais e flores dentro de casa, nos jardins e em quintais, renomados paisagistas, arquitetos, decoradores e designers de interiores criaram ambientes de uma residência onde elas são usadas tanto no paisagismo quanto na decoração. Esses ambientes compõem a Mostra de Paisagismo e Decoração da Expoflora, maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina que ocorre até 24 de setembro, em Holambra.

Da garagem ao quintal, passando por varandas, jardins, quartos, spas, ateliês, espaço gourmet, home cinema e dormitório, a Mostra traz ideias muito interessantes, a maioria delas com reaproveitamento de materiais e mobiliário ecologicamente correto.

O desafio para os profissionais foi a criação de projetos que contemplem sugestões simples para o uso de flores e plantas ornamentais adequadas a cada ambiente, deixando os espaços mais confortáveis, alegres e bonitos.

Coworking
por Allan Oliveira (designer de interiores)

A ideia é inspirar o paisagismo e a decoração em um coworking. O ambiente foi projetado com fundamentos de sustentabilidade e bem-estar. O revestimento de tijolos sustentáveis traz quadros e plantas naturais estabilizadas. O musgo parece brotar da parede. Os móveis, como as escrivaninhas, trazem design que lembra as antigas carteiras escolares e são de madeira de reflorestamento. A divisória é um canteiro de cactos plantados em uma churrasqueira que foi retirada da lixeira, assim como a fritadeira que serve de vaso para as suculentas sobre a mesinha de centro, que aproveita o tronco de árvore. Nas salas de reunião e de almoço, o mobiliário clássico contrasta com a pintura moderna que se movimenta pela parede. No jardim da jabuticabeira, o deck de pallets reutilizáveis se levanta para transformar-se em uma espreguiçadeira. Os canteiros recebem grama, cactos, samambaias e suculentas, que exigem pouca manutenção. Nos vasos de vidro, apenas folhagens de várias espécies.

Jardim da Família
por Sandro Sander (paisagista)

Um mesmo ambiente pode receber propostas bastante distintas que vão do desértico ao tropical. Tudo na mais perfeita harmonia. Enquanto de um lado as suculentas despontam entre os cactos madacarus e os cerâmicos, do outro a fonte e o espelho d’água refrescam os alegres kalanchoes de cores quentes (laranja, vermelho e amarelo) que contrastam com a predominância do verde em seus vários tons e texturas. Os canteiros de plantas medicinais, condimentais e aromáticas (cebolinha, sálvia, salsa, hortelã, poejo, tomilho, manjericão e alecrim) servem de bordadura para os kalanchoes. As sansevierias cilíndricas e as trançadas em vasos ornamentam as bordas do que um dia foi uma refrescante piscina, hoje aterrada e transformada em jardim de plantas versáteis e rústicas. Os blocos de tijolos formam os caminhos delineados por luminárias baixas até as áreas de descanso.

Jardim das crianças
por Karina Taccola (arquiteta)

A proposta é que um jardim como esse seja construído pelos próprios pais com a ajuda das crianças, transformando a sua execução numa grande brincadeira. São utilizados somente materiais naturais, reutilizáveis e acessíveis. A área é gramada sem caminhos definidos para permitir fluidez e liberdade na circulação. A estrela do jardim é um trepa-trepa de bambu, exemplo de brinquedo que pode ser montado com a ajuda das crianças. O palco de pallets pode despertar novos talentos. Os balanços de madeira pendurados em árvores aproveitam a sombra das folhagens. A minhoca de pneus desenvolve o equilíbrio. A parede de giz no muro serve para as aulas da escolinha. Para construir o tanque de areia, bastou encher um grande pneu de trator. O xilofone de bambu traz a musicalidade para as divertidas brincadeiras. Não há plantas, só flores, e bem coloridas, como o camarão (amarela), sunpatiens (laranja), agerathun (azul), cúrcuma (branca e pink), a campânula (rosa e roxa), ametista (lilás), echinacea (mostarda), as trepadeiras “lágrima de cristo” e as petúnias, que trazem ainda mais alegria ao jardim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As + Acessadas

Video