Em busca do equilibrio 0 1042

Empresário Valdir Ventura fala dos desafios na gestão do mais tradicional hospital da Mooca

Valdir Ventura era criança quando seu pai, Américo Ventura, saiu em busca de um terreno na região da Mooca para erguer o Hospital São Cristovão. Na época, Américo fazia parte da Sociedade Beneficente dos Chauffeurs do Estado de São Paulo (onde o Grupo São Cristovão começou) e praticamente dirigiu a construção do hospital. Brincando nas tubulações da Sabesp que ficavam ao lado do terreno, Valdir nem imaginava que um dia ocuparia o posto que seu pai ocupou durante três décadas.

Aos 64, ele é CEO do Grupo São Cristovão e presidente do Conselho Deliberativo da instituição, que tem 100 anos de história e engloba o hospital, plano de saúde e um hotel em Campos do Jordão. A missão é desafiadora. Ex-diretor Adjunto de Engenharia da Ford, com especialização em administração e planejamento estratégico, Valdir levou para dentro do grupo sua experiência de 33 anos na indústria automobilística. Isso permitiu ao empresário implantar um novo modelo de gestão.

Segundo ele, o resultado é um hospital mais moderno, com novas alas e instalações.

Um dos maiores desafios de Valdir é a busca por certificações, que, como ele afirma, refletem diretamente na qualidade do serviço oferecido aos pacientes. São três os certificados conquistados pelo São Cristovão. “Eles são fundamentais porque nos ajudam a melhorar os processos. E é preciso melhorar os processos para melhorar os atendimentos”.

Como toda instituição, um hospital só sobrevive se estiver bem financeiramente. Porém, por lidar com a delicadeza da vida, precisa de uma administração peculiar, que consiga encontrar o equilíbrio entre negócio e saúde.

Quando assumiu a direção do grupo em 2007, Valdir implementou mudanças importantes para que o São Cristovão entrasse em uma nova fase. Ele introduziu uma cultura empresarial com plano de metas, criação de novos departamentos e planejamento estratégico. “Foi um período difícil de mudanças, mas tivemos bons resultados”. Hoje, ele comemora o aumento no número de leitos e de beneficiários no plano de saúde, a modernização de alas do hospital e a reforma do pronto-socorro.

História

Mas, afinal, o que faz um empresário, que ocupa um alto cargo em uma multinacional importante como a Ford, assumir a responsabilidade de gerenciar uma empresa que lida com uma das áreas mais delicadas da vida? No caso de Valdir, a busca por mais tempo com a família foi o ponto de partida para toda essa mudança. Ele viajava muito e quando foi convidado para trabalhar por tempo integral em Salvador, optou por continuar em São Paulo, próximo da família e dos amigos. Foi quando surgiu a oportunidade de assumir a missão frente ao Grupo São Cristovão.

Há mais de 20 anos, Valdir é conselheiro do hospital. E ocupar o lugar que seu pai ocupou é, para ele, motivo de orgulho. “Meu pai e meu avô eram pessoas muito carismáticas e humanas, de uma índole paternalista. Meu lema, desde o começou, foi não mudar a imagem que meu pai deixou. Porém, não se pode ser apenas paternalista. Tem que ser profissional. E também não podemos esquecer que os tempos mudaram, as exigências são outras e, daqui a 10 anos, serão diferentes”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As + Acessadas

Video