Fiscal da história 0 896

Hélio Bertolucci Jr. morou no Tatuapé por 49 anos e é um apaixonado pelo patrimônio histórico. Quando vê uma construção antiga, saca uma câmera fotográfica, faz seus cliques e publica no blog Chega de Demolir, inspirado no projeto argentino Basta de Demoler.

Qual o seu objetivo com esse trabalho?

Mostrar à população que uma cidade precisa preservar sua história arquitetônica. E não apenas os imóveis das grandes personalidades, mas também da classe operária. Afinal, onde moramos? É em nossas casas (mesmo que sejam em edifícios) que nasce, cresce e termina nossa história.

O que São Paulo poderia fazer para preservar o seu patrimônio de forma eficiente?

Principalmente dar incentivos para que os proprietários consigam fazer as devidas restaurações em imóveis tombados. Outra idéia é que o imóveis tombados sejam isentos do IPTU.

Como você avalia o patrimônio histórico no Tatuapé?

O Tatuapé foi um bairro muito fabril, e pelo que acompanhei circulando pelas ruas, tudo já foi demolido. Claro, restam muitas escolas, vilas e antigas casas da década de 1940, 1950 que precisam ser fotografadas e quem sabe preservadas. Peço aos moradores da região que me dêem dicas do que tem no bairro para ser fotografado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As + Acessadas